quinta-feira, 26 de abril de 2018

Blá blá blá


[entre parênteses]

O que dizer quando o voleibol e o Leixões passam a ser um vício?
Quando se entranha de uma forma que já não consegues fazer inversão de marcha?
Quando não paras de ouvir dentro da tua cabeça os cânticos da claque?

Para mim não tem muita explicação. Conseguia arranjar explicações e variadas para o contrário. 

a) Sou portista desde que me lembro [desde que no recreio do externato Sto António, os rapazes eram todos do Benfica e as raparigas eram do FCPorto], e não fui influenciada sequer pelo meu pai, que só depois descobri que também ele era azul e branco.

b) Sou natural de Matosinhos, mas sempre morei em Leça,  que fez com que a apoiar um outro clube, sempre fosse o Leça e não o Leixões.

c) A minha vida de estudante foi feita maioritariamente em Matosinhos [após os primeiros 4 anos de escola primária, fiz 8 anos do 5.º ao 12.º em Matosinhos, e a faculdade no Porto], tive vários colegas e amigos de turma a jogar no Leixões, quer no voleibol quer no futebol, e nem assim fui simpatizante...

d) Sempre tive a ideia de que os adeptos do Leixões eram anti portistas [mas já conheci alguns que pelo contrário]

Só sei que há 3 anos quando foi altura de pensar num desporto colectivo para a pequena [para alternar com a natação e o karaté] e o voleibol foi uma opção nem pensei duas vezes em inscrevê-la no Leixões. [ok, no karaté já era do Leixões].

e ai começou o entusiasmo pelo desporto, que confesso nunca me interessou e nunca gostei de praticar [eu afastava-me da bola sempre que vinha na minha direcção. Sempre fui muito mais de basquete!]

e a evolução foi acontecendo.

estou presente em todos os treinos da minha filha [mas não como treinadora de bancada, que isso é ridiculo] e em todos os torneios.

o ano passado, a pedido dela, fui pela primeira vez, ver um jogo da equipa feminina sénior. A final. Aquele jogo em que elas se sagraram campeãs nacionais. E a coisa deu-se. Fiquei com o bichinho. É uma equipa fantástica. São pessoas maravilhosas. e fizeram com que fizesse "as pazes" com o clube da minha cidade natal.

este ano fui várias vezes assistir aos jogos das sereias. sempre que posso, lá estou! aliás, quem em bom juízo passa a tarde de aniversário fechada num pavilhão a ver um jogo de voleibol? Eu.

e ontem o último jogo da final [foram 5 no total] lá estive eu! A bater palmas e a vibrar como se fosse a minha filha a jogar [mas que apenas foi apanha bolas]
confesso que me emocionei, quando marcaram o último ponto, confesso que quase chorei de emoção quando se sagraram bi-campeãs...
e é muito isto! 





terça-feira, 24 de abril de 2018

Filme 42/2018 . Captain America The Winter Soldier

Continua a ser o meu herói preferido da Marvel


[entre parênteses]

Tenho tido grandes problemas de concentração ultimamente,
E falta de vontade de fazer tudo e mais alguma coisa.
Felizmente: está a passar!
Tem sido ver a descer os processos em cima da minha mesa [não não os deitei na trituradora de papel, se bem que algumas vezes vontade não falta]




segunda-feira, 23 de abril de 2018

100 livros para ler

Listas, listas e mais listas... Eu adoro listas.
Depois de ter criado a lista dos filmes que quero ver, chegou a vez da lista dos livros que quero ler.




01 - Ilíada, de Homero
02 - O Estrangeiro, de Albert Camus
03 - Odisseia, de Homero
04 - Ulisses, de James Joyce
05 - O Processo - Franz Kafka
06 - Hamlet, de William Shakespeare
07 - Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust
08 - Guerra e Paz, de Leon [Liev] Tolstói
09 - A Divina Comédia, de Dante Alighieri
10 - O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry
11 - Romeu e Julieta, de William Shakespeare
12 - A Condição Humana, de Hannah Arendt
13 - Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski
14 - Rei Édipo, de Sófocles
15 - Ricardo III, de William Shakespeare
16 - As Vinhas da Ira, John Steinbeck
17 - Madame Bovary, de Gustave Flaubert
18 - Fausto, de Goethe
19 - Dom Quixote, de Miguel de Cervantes
20 - O Vermelho e o Negro, de Stendhal
21 - Aristóteles e Dante descobrem os Segredos do Universo, de Benjamin Alire Sáenz
22 - Os Ensaios, de Michel de Montaigne
23 - Otelo, de William Shakespeare
24 - A Montanha Mágica, de Thomas Mann
25 - Por Quem os Sinos Dobram - Ernest Hemingway
26 - Cem Anos de Solidão, Gabriel Garcia Márquez
27 - O Som e a Fúria, de William Faulkner
28 - As Flores do Mal, de Charles Baudelaire
29 - Grandes Esperanças, de Charles Dickens
30 - O Homem sem Qualidades, de Robert Musil
31 - Doutor Fausto, de Thomas Mann
32 - A Terra Desolada, de T. S. Elliot
33 - O Grande Gatsby, de Francis Scott Fitzgerald
34 - Os Miseráveis, de Victor Hugo
35 - 1984, de George Orwell
36 - Viagem ao fim da noite, de Louis-Ferdinand Céline
37 - Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões
38 - Adeus às Armas, de Ernest Hemingway
39 - As Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift
40 - Esperando Godot, de Samuel Beckett
41 - Eneida, de Virgílio
42 - Noite de Reis, de William Shakespeare
43 - O Coração das Trevas, de Joseph Conrad
44 - Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley
45 - Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf
46 - Moby Dick, de Herman Melville
47 - Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe
48 - A Comédia Humana, de Honoré de Balzac
49 - Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas
50 - O Retrato de uma Senhora, de Henry James
51 - Lolita, de Vladimir Nabokov
52 - As Três Irmãs, de Anton Tchekhov
53 - O Livro das Mil e Uma Noites
54 - Mensagem, de Fernando Pessoa
55 - Robison Crusué, de Daniel Defoe
56 - Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
57 - O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde
58 - Seis Personagens à Procura de um Autor, de Luigi Pirandello
59 - Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll
60 - A Condição Humana, de André Mairaux
61 - Canções da Inocência - Canções da Experiência, de William Blake
62 - Um Electrico Chamado Desejo, de Tennessee Williams
63 - Ficções, de Jorge Luís Borges
64 - O Senhor dos Anéis, de JRR Tolkien
65 - Orgulho e Preconceito, de Jane Austen
66 - Por Favor Não Matem a Cotovia, de Harper Lee
67 - Jane Eyre, de Charlotte Brontë
68 - O Monte dos Vendavais, de Emily Brontë
69 - Uma Agulha num Palheiro, de JD Salinger
70 - Grandes Esperanças, de Charles Dickens
71 - E o Vento Levou, de Margaret Mitchell
72 - O Hobbit, de JRR Tolkien
73 - Judas, o Obscuro, de Thomas Hardy
74 - As Regras da Casa de Sidra, de John Irving
75 - Os Pilares da Terra, de Ken Follet
76 - David Copperfield, de Charles Dickens
77 - Charlie a Fábrica de Chocolate, de Roald Dahl
78 - A Ilha do Tesouro, de Robert Louis Stevenson
79 - Persuasão, de Jane Austen
80 - Anne of Green Gables, de LM Montgomery
81 - O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas
82 - Duna, de Frank Herbert
83 - Emma, de Jane Austen
84 - Tropico de Cancer, de Henry Miller
85 - O Rinoceronte, de Eugéne Ionesco
86 - O Deserto dos Tártaros, de Dino Buzzati
87 - Memórias de Adriano, de Marguerite Yourcenar
88 - As Aventuras de Huckleberry Finn, de Mark Twain
89 - O Leoprado, de Tomasi di Lampedusa
90 - Pais e Filhos, de Ivan Turgu~eniev
91 - Mahabharata
92 - As Cidades Invisíveis, de Italo Calvino
93 - On The Road, de Jack Kerouac
94 - O Lobo da Estepe, de Herman Hesse
95 - O Complexo de Portnoy, de Philip Roth
96 - Reparação, de Ian McEwan
97 - Desonra, de J.M. Coetzee
98 - Pedro Páramo, de Juan Rulfo
99 - Anna Karenina, de Leon [Liev] Tolstoi
100 - O Castelo, de Franz Kafka
101 - Enquanto Agonizo, de William Faulkner


[Lista em execução :) ]

Filme 41/2018 - Querida, Encolhi os Miudos

O que me ri a [re]ver este filme com a Amorinha.


Só porque sim - Depois da Leitura - o Esconderijo II

Estou viciada.
Não consigo parar de ler sobre, e ver mais e mais deste site interactivo. A carregar em todos os links e a ouvir e a ver e a absorver tudo!


Blá blá blá